Banestorm

O Cerco da Floresta Negra
Parte Um

Floresta_Negra.jpg

Anos à mercê das ameaças da sinistra Floresta Negra, o ducado de Hyrnan recebe um comboio de cavaleiros imperiais com uma importante carga a ser entregue, que é emboscada por agressores orc. Halt, o Meio-Elfo, presencia a luta e escapa com vida, apesar de bastante ferido.

Encontrado na estrada para Hyrnan por Ehir, um fazendeiro tornado aventureiro, Halt é levado até a cidade, onde é tratado pelo mago curandeiro local, Yrving Lifekeeper. Lá ele conta sobre o ocorrido nas margens da floresta, até serem contatados por Milo Armin, o Basco, um golpista da cidade que pretende conseguir fama e riqueza.

Armando um plano “infalível”, o Basco leva todos até a mansão do governador da cidade, o General Augustus Marshall, que os recebem, mas logo os condena à crucificação devido aos crimes de Basco. Lady Anne Marshall, a esposa do general, consegue convencer o marido a poupar a vida dos aventureiros. Em troca, ela pede para que eles conversem com Erik Bloodyhand, um guerreiro nórdico a serviço da Lady, para que façam uma missão.

Erik conta aos aventureiros sobre um baú perdido pelas forças imperiais durante a emboscada. Era um tesouro importante para Lady Anne, que pretendia a todo custo obtê-lo novamente. Com a patronagem da Lady, os aventureiros partem para a Floresta Negra, esperando conseguir riquezas inimagináveis.

No meio do caminho eles passam pelas terras de Sir Vaugs Meadroc, um cavaleiro e senhor feudal próximo a Hyrnan. Uma confusão com seus guardas chama a atenção de Sir Vaugs, que descobre o objetivo de demanda. Tomando a chance de se provar valoroso, Sir Vaugs acompanha os aventureiros pessoalmente, também os patrocinando na contenda.

No entanto, eles são emboscados por uma tropa de guerreiros árabes. Depois de derrotar os vilões, Ehir encontra uma nota obscura e esconde dos outros como trunfo. Sem saber da real ameaça, o grupo avança contra a Floresta Negra, onde presenciam a passagem de um grande exército orc. Eles acabam sendo emboscados por orcs batedores, mas triunfam, resgatando uma elfa negra que foge, mas Basco é capturado. Tentando resgatar o companheiro, eles vencem um caçador de recompensas estranho, mas Halt acaba por perder um braço.

Na noite da Floresta, eles são enfeitiçados por duendes, que os transportam para outra região e roubam seus pertences. Perdidos e desarmados, eles acabam por encontrar o gigante canibal Dronos, que capturou uma outra equipe enviada por Lady Anne. Taslin, o único sobrevivente, é resgatado depois que Halt dispara uma catapulta contra o gigante.

Saindo da floresta com o ouro e o baú misterioso, eles encontram as terras de Sir Vaugs incendiadas. Enfrentando grupos de orcs e até um ogro, eles encontram um pirata, William Lucky, tentando conseguir algo de toda a destruição. A demanda é eventualmente auxiliada pela chegada do Bispo Peter e os Cavaleiros Hospitaleiros que o acompanhavam. Garantindo a segurança de todos, os cavaleiros partem, e Sir Vaugs ordena alguns companheiros a avisar que estavam com o baú.

Lady Anne ordena que se encontrem em seu navio, a Joia do Mar, nas docas. Basco concorda, mas o restante da demanda acredita ser melhor contar ao General Marshall sobre o ocorrido. Alistando a ajuda de William, que os auxiliaria a infiltrar a cidade sem que os espiões da Lady os encontrasse, Basco tenta trair as intenções do grupo, mas é desacordado e deixado para trás. Ao chegar à residência do General, os espiões da Lady correm para alertá-la e, sem nenhum tempo a perder, o grupo invade a residência.

Evitando matar os soldados a todo custo, o General Marshall chega a batalha onde Sir Vaugs lhe convence de que sua esposa está agindo por suas costas. Basco alerta a Lady sobre o ocorrido, que foge e deixa o golpista para trás. Marshall descobre uma pedra brilhante flutuando no baú, mas depois a põe de volta. Ele ordena a captura da Lady, apenas para descobrir que ela fugiu. Então ele planeja um banquete para tentar disfarçar a estranha partida da esposa.

Convidados de honra no banquete, todos são elogiados e recompensados, apesar da demanda ter sido um mistério. Sir Vaugs é prometido à Lady Mary de Quaterdec, e possivelmente se tornará o novo Barão de Quaterdec. Ehir se torna o escudeiro de Sir Vaugs. Marshall envia mensagens para a capital do império para abrir uma guilda em nome de Yrving Lifekeeper. Até William Lucky tem seus crimes de pirataria perdoados. No entanto, o General Marshall passa mal e quase morre. Combinado com a chegada de trezentos orcs liderados por um estranho anão, Borrayon, a cidade está em grande risco.

Basco e William bolam um plano para convencer Borrayon de sair do local, enquanto o restante do grupo tenta convencer ele de que a gema, que simplesmente desapareceu, tinha sido roubada. Mas quando William conta que eles abriram o baú, Borrayon ordena suas tropas a fugir. Todos na cidade começam a desmaiar, e o Basco lembra de uma história em que havia um demônio, o Demônio do Sono, que deixaria todos inertes.

View
O Demônio do Sono
Parte Dois

Hyrnan.jpg

O grupo usa o barco de William para escapar de Hyrnan e chegar a Yibyorak, mas são perseguidos pela costa por uma criatura. Após rastreá-la, eles descobrem que é a mesma elfa negra que salvaram e que busca respostas assim como eles. Desconfiada, ela permanece longe, apenas seguindo-os sem deixar rastros.

Em Yibyorak, Basco descobre que Borrayon era um anão mercenário indo para o Castelo Desafiador, que protege Caithness das invasões orc. Yrving leva Halt para um curandeiro poderoso na Guilda de Magos de Yibyorak que regenera o mesmo. Lá eles descobrem que encontraram a Gema do Sono e apenas a Gema do Despertar, localizada nas Ilhas Bilit, podem ajudá-los. Ehir descobre também que o documento em árabe era um mandado de assassinato pela Ordem dos Hansassin, uma lendária ordem de assassinos árabes.

View

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.